Corinthians e Palmeiras disputam hegemonia em finais do Paulistão

@Palmeiras
Por Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional – Rio de Janeiro

O equilíbrio no Dérbi Paulistano, entre Corinthians e Palmeiras, no qual o Timão tem só uma vitória a mais que o Verdão na história do confronto (128 a 127), também é observado nas ocasiões em que eles se enfrentaram em finais de Campeonato Paulista. Nesta quarta-feira (5), a partir das 21h30 (horário de Brasília), na Arena alvinegra, os rivais começa a decidir um título estadual pela sétima vez. Até agora, são três conquistas para cada lado.

O retrospecto, que começou a ser construído em 1936, já teve larga vantagem palmeirense. Além de ficar com o título na primeira decisão – ainda com o nome Palestra Itália -, o Alviverde superou o Corinthians nas finais de 1974 e 1993. Depois, só deu Timão: em 1995, 1999 e 2018. Esta última foi lembrada com uma faixa estendida por um drone que sobrevoou a Arena corintiana durante o primeira fase. Na ocasião o Alvinegro venceu o Verdão por  1 a 0. Foi o primeiro dérbi sem público, exigência sanitária devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). O cenário se repetirá na noite desta quarta (5)..

Por ter melhor campanha – 28 pontos contra 23 -, o Palmeiras mandará o duelo decisivo em casa, no próximo sábado (8), às 16h30. O Verdão avançou à segunda fase como líder do grupo B, à frente do Santo André, a quem eliminou nas quartas de final, por 2 a 0. Na semifinal, o Alviverde superou a Ponte Preta, por 1 a 0, e se garantiu na decisão pela terceira vez na década. A equipe não levanta a taça estadual desde 2008. O técnico atual, aliás, é o mesmo de 12 anos atrás: Vanderlei Luxemburgo.