Com revisão de óbitos antigos, número de mortes por Covid-19 no AM salta para 3.819

Teste rápido de COVID-19

Após a revisão de mortes ocorridas em meses anteriores, o número de óbitos por Covid-19 no Amazonas saltou para 3.819, nesta quarta-feira (2), conforme boletim epidemiológico da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM). Ocorreram 4 mortes nas últimas 24 horas, 8 que aguardavam diagnóstico foram confirmadas e outras 146 foram reclassificadas para a doença.

Nas últimas 24 horas, a FVS registrou mais 874 casos de Covid-19, elevando o total para 121.793. O número de recuperados da doença subiu para 103.315.

O boletim aponta, ainda, que 14.680 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão sendo acompanhadas. Dessas, há 192 pacientes internados, sendo 112 em leitos clínicos (21 na rede privada e 91 na rede pública) e 80 em UTI (32 na rede privada e 48 na rede pública). O restante segue em isolamento domiciliar.

Há ainda outros 73 pacientes internados considerados suspeitos e que aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 42 estão em leitos clínicos (25 na rede privada e 17 na rede pública) e 31 estão em UTI (27 na rede privada e quatro na rede pública).

Conforme os números consolidados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), nesta terça-feira (1º), a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid era de 26%. Em relação aos leitos clínicos Covid, a taxa de ocupação estava em 28%.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) de Manaus informou que realiza um trabalho de investigação de 654 casos de óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) de causa não especificada, registrados na cidade em abril e maio.

Um total de 202 óbitos já foram reclassificados para Covid-19 e 152 descartados. Na época das mortes, Manaus sofria com colapso no sistema público de saúde e sistema funerário.

Municípios

Dos 121.793 casos confirmados no Amazonas até esta quarta-feira (02), 43.133 são de Manaus (35,42%) e 78.660 do interior do estado (64,58%). Nesta edição, 13 municípios não atualizaram o sistema de informação para consolidação dos dados do boletim, são eles: Apuí, Benjamin Constant, Beruri, Carauari, Guajará, Itacoatiara, Juruá, Nova Olinda do Norte, Novo Aripuanã, São Sebastião do Uatumã, Silves, Tapauá e Tonantins. Além da capital, os 61 municípios têm casos confirmados: Coari (6.917); Parintins (4.134); São Gabriel da Cachoeira (4.000); Manacapuru (3.785); Tefé (3.458); Humaitá (2.922); Barcelos (2.531); Lábrea (2.386); Itacoatiara (2.042); Santa Isabel do Rio Negro (2.041); Presidente Figueiredo (1.996); Eirunepé (1.993); Iranduba (1.819); Tabatinga (1.789); Ipixuna (1.655); Benjamin Constant (1.540); Rio Preto da Eva (1.353); Manicoré (1.353); SãoPaulo de Olivença (1.343); Maués (1.332); Careiro (1.329); Autazes (1.263); Pauini (1.258); Alvarães (1.209); Santo Antônio do Içá (1.200); Carauari (1.181); Boca do Acre (1.186); Tapauá (968); Urucurituba (922); Guajará (904); Atalaia do Norte (895); Barreirinha (884); Nova Olinda do Norte (878); Fonte Boa (795); Anori (749); Itapiranga (741); Nhamundá (715); Beruri (713); Anamã (709); Borba (704); Novo Aripuanã (675); Uarini (663); Amaturá (642); Urucará (627); Tonantins (586); Itamarati (562); São Sebastião do Uatumã (561); Juruá (510); Maraã (480); Manaquiri (463); Japurá (437); Canutama (381); Novo Airão (375); Jutaí (365); Boa Vista do Ramos (324); Silves (302); Caapiranga (288); Codajás (239); Envira (219); Apuí (195) e Careiro da Várzea (174).

Texto: G1 AM