Fernanda Lima detalha rotina com marido e filhos em tempos de isolamento social

Foto: TV Globo

A pandemia do coronavírus no mundo afetou a rotina de muitos famosos, entre eles a de Fernanda Lima. A apresentadora aderiu à quarentena voluntária e contou como está lidando com o isolamento social. “Eu já estava em quarentena por causa da Maria, ficando com ela 100% do tempo. Continuo amamentando de duas em duas ou três em três horas. A diferença agora é que tem muito mais gente conosco em casa”, disse mulher de Rodrigo Hilbert, com quem curtiu evento de moda recentemente, à revista “Crescer”.

Fernanda Lima detalha rotina com filhos na quarentena

Fernanda também é mãe dos gêmeos João e Francisco, 11 anos, que estão estudando em casa durante esse período. “Os meninos estão fazendo home schooling e a escola passa as tarefas e atividades pela plataforma virtual. É uma prática a que ainda não estavam acostumados, então ouço, algumas reclamações de que preferiam estar na escola, mas tento sempre fazer com que vejam os aspectos positivos da situação. A parte tecnológica eles tiram de letra e eu ajudo mais nas tarefas em que é preciso pensar e refletir sobre determinada situação”, comentou.

Atriz exalta atuação de Rodrigo Hilbert como pai

Fernanda destacou parceria do marido na criação dos filhos. “O Rodrigo e eu também tentamos manter os dois ocupados ao máximo com tarefas criativas. O videogame continua limitado a uma hora por dia. E eles estão se saindo bem, fazendo vídeos por conta própria, jogando bola dentro de casa, cozinhando com a gente e trabalhando em invencionices com o Rodrigo. É um momento complicado para todo mundo, mas acho que as crianças encaram melhor que os adultos. Elas conseguem, brincar e utilizar o lúdico pra enfrentar o confinamento”, falou.

Apresentadora comenta dificuldade do isolamento

Fernanda tem aproveitado para passar o tempo com a família e reforçou a necessidade de ficar em casa. “Já para os adultos é quase impossível não pensar no amanhã. No nosso caso, ficamos muito em casa juntos, então eles estão acostumados com essa convivência próxima. Acaba sendo uma situação de auto conhecimento e também de fortalecer laços com a família”, destacou. Segundo a artista, o ioga e a meditação tem ajudado a lidar com a situação: “Os meninos estavam implicando um com o outro, não consegui ajudá-los na escola por causa de uma reunião de trabalho e a hora do almoço estava um caos. Parei um pouco, pedi para que todos respirassem fundo cinco vezes e na volta foi outro almoço. Você sente a energia baixar”.

(Por Patrícia Dias)